Relatórios do Google Analytics: como interpretá-los? - Alpina Digital Branding

18.12.2017

Relatórios do Google Analytics: como interpretá-los?

Confira dicas sobre como interpretar os relatórios do Analytics.

Como já explicamos aqui no blog, os relatórios do Google Analytics oferecem infinitas possibilidades para qualquer pessoa que tenha uma empresa com site e queira obter resultados melhores em suas estratégias de marketing.

Entretanto, a ferramenta por si só não faz milagres. É preciso ter sabedoria tanto no momento de interpretar as informações que ela oferece, quanto quando for traçar estratégias com base nelas.

Nesse post, te daremos algumas dicas sobre como interpretar os relatórios do analytics.

Tipos de Relatórios do Google Analytics

1. Relatórios de Público

Os relatórios de público são a primeira coisa que você verá assim que acessar a plataforma, e apresentam as características das pessoas que acessam seu site. Dentre as informações lá presentes, estão:

  • Idiomas dos usuários que acessam seu site.
  • Locais de onde estão acessando (países, estados e cidades).
  • Dispositivos que estão utilizando, assim como navegadores e sistemas operacionais.

Você pode até mesmo ter uma noção sobre os assuntos que interessam as pessoas que visitam seu site.

publico-analytics

Compreender as características do seu público é fundamental para que você possa identificar a forma como você deve se comunicar com o mesmo, utilizando isso a seu favor.

E caso você já tenha uma estratégia de marketing digital em andamento, é uma boa maneira de verificar se o público que está acessando seu site é realmente aquele que você deseja atingir.

2. Relatórios de Aquisição

Já os relatórios de aquisição te permitem visualizar os principais canais de acesso ao seu site, que são as maneiras pelas quais os seus visitantes chegam até você.

Dentre os principais canais de acesso, estão:

  • Organic Search: são acessos provenientes de pesquisas “orgânicas” no Google, que, por sua vez, são os links que aparecem abaixo dos anúncios na página de resultados de busca.
  • Paid Search: são acessos provenientes de pesquisas “pagas” no Google, que ao contrário dos resultados orgânicos, são anúncios pagos criados através da plataforma AdWords.
  • Direct: são acessos em que o usuário digita o link de seu site diretamente na barra de endereço do navegador.
  • Social: acessos que vêm de links em redes sociais, como Facebook, Instagram, Twitter, etc.
  • Referral: acessos que vêm de outros sites que contém links para o seu.

Também é possível ter acesso à algumas das palavras-chave utilizadas pelos usuários que os levaram até seu site.

aquisição-analytics

Com essas informações em mãos, é possível projetar as melhores formas de atrair seu público, assim como mensurar se os canais que já estão sendo utilizados têm sido efetivos.

3. Relatórios de Comportamento

Como o próprio nome já diz, os relatórios de comportamento permitem que você visualize as diversas maneiras como os usuários interagem com seu site. Você pode encontrar as páginas mais acessadas, caminhos percorridos, termos utilizados para pesquisas internas, tempo médio de carregamento das páginas, dentre outras informações, tais como:

  • Visualizações de página: número de vezes que a página foi exibida em um período definido.
  • Tempo médio na página: média de tempo que os usuários permanecem no seu site.
  • Taxa de rejeição: aponta a porcentagem de usuários que deixaram seu site na primeira página que acessaram (isso pode indicar se o seu site corresponde às expectativas do público).

comportamento-analytics

Com isso, você pode determinar se a experiência dos usuários com seu site está sendo agradável e de quais formas você pode melhorá-la.

4. Relatórios de Conversões

Aqui você verificará se os resultados de suas estratégias de marketing digital têm sido positivos ou negativos. O termo “conversões” é utilizado para determinar as ações realizadas pelos usuários que têm algum valor para você.

Dentre os possíveis formatos de conversões, estão:

  • Contatos no seu site.
  • Solicitações de orçamento.
  • Cadastros em newsletters.
  • Compras em e-commerce.

conversões-analytics

Não preciso nem dizer que isso aponta os resultados de todos os seus esforços de marketing digital, e que pode te ajudar a equilibrar seus gastos e tornar suas estratégias mais eficientes, não é mesmo?!

Vale dizer que você não precisa acessar a ferramenta sempre que quiser conferir estas informações. O analytics oferece a possibilidade de você montar um relatório com os dados que você deseja, e definir os dias em que você deseja recebê-lo em seu email.

E aí, gostou das dicas? Quer mais conteúdo e informação para seu negócio? Confira nosso texto sobre remarketing, e entenda como ele pode te ajudar a conquistar e fidelizar clientes.

Se você curte teorias da conspiração, baixe nosso eBook, onde desmascaramos alguns dos Mitos do Marketing Digital. 🙂

spooky